quarta-feira, dezembro 29, 2004

 

Valsa dum Homem Carente

Pequena nota ao Norte do Jorge Palma

15 canções prontas a ouvir. A música no PC faz-me apetecer postar aqui qualquer coisa sobre Jorge Palma – o gajo porreiro.

Um disco do Jorge Palma hoje em dia começa a ser quase tão raro como o Benfica ganhar a Super Liga. Daí ser apetecível arranjar o disco, e ficar com saudades do próximo. Este vem com a novidade de ser produzido pelo Mário Barreiros (e há que saber da importância deste músico/produtor no panorama da nova música portuguesa), e com as participações de músicos de que eu gosto muito como o Carlos Bica e Frank Möbus (do Azul), o Flak, etc, há também umas letras do Carlos Tê (destaco a que dá o titulo ao post).

Falei dos que conheço melhor, mas de certeza que há mais referências incontornáveis na lista dos colaboradores. De resto, é um disco para se ouvir à noite, na última fase da preparação do jantar, saboreando depois as entradas, a sopa de cenoura, as primeiras garfadas do segundo prato, aquele vinho. E alguns amigos.

Depois há duas “faixas escondidas com o rabo de fora”. A primeira é uma cena dos Dixie Gang, mas a segunda é uma coisa, e passo a citar, “composta a partir duma série dodecafónica dada para o exame final de Técnicas de Composição, no Conservatório Nacional de Lisboa, em 5/7/1990”. Tinham-me dito que o homem já não bebia. Não sei se isto confirma ou desmente. Vão ouvir.

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?