terça-feira, fevereiro 01, 2005

 

Momento Zen

Novas direcções.

Nas linhas da tua mão, nas ondas do teu cabelo cor de laranja. Se faz frio em Lisboa é para que as manhãs amontoem certezas frescas à nossa porta. Compramos o jornal. Bebemos café na Serra Nevada. Saímos de autocarro mas é como se fossemos a pé, ao sol, com as certezas frescas da manhã: a invenção do amor por toda a parte. Eu de cachecol tu de sorriso e óculos escuros – meio Amália, meio Pop del Arte.

E detestas ser fotografada, ser fotografada até assim, em texto depositado em blogue. Mas eu insisto em catalogar a tua presença, e cheiro, e o crime de seres tão linda dentro dos meus dias. É a minha pequena atitude reaccionária: querer internacionalizar a minha felicidade matutina, o meu suspiro na tarde, a maneira como faz Verão nestas noites frias.

Arrisco. Espalhar o teu nome pelo mundo.

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?