sábado, março 19, 2005

 

A hora da bica

Retomarei, não tarda, com a série sobre os Cafés de Lisboa. Mas é que nem tenho tido tempo (leia-se dinheiro) para abancar nos estabelecimentos...

[Este bloguista (perguntem ao Sócrates) vive a baixo do limiar de pobreza. Chegará o post em que vos deixarei o meu NIB].

Comments:
pede um subsídio ao Ministério da Cultura!
 
Ó Miguel, eu acho que qualquer dia deixa de haver cafés, pá!
Os gajos estão a ficar de cabeça lavada e agora querem controlar os preços,para não baixarem, fascistas!!!!
Laia-se em http://www.terra.com.br/istoedinheiro/136/economia/eco136_06.htm

o artigo: A Opep do Café; onde diz:
"...Os maiores produtores mundiais de café estão tentanto seguir a estratégia adotada pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para conter a queda dos preços da commoditie no mercado internacional..."

Ladrões, gatunos, qualquer dia andamos a pagar a bica a peso de ouro!
O povo unido, jamais será vencido!
Viva o 25 de Abril!
Viva a Bica!
Viva a gente!
 
Ora aqui está um excelente pretexto para ires ganhar uns trocos...capice?
 
não conheço a medida
nem a "opep do café"
mas
se a coisa ajudasse quem mexe na terra não me importaria de pagar mais pela italiana

e parece-me que a raridade dos raros cafés de Lisboa tem mais a ver com questões culturais
e imobiliárias
 
então essas actualizações?

vamos lá a trabalhar!

"o teu trabalhinho é muito bonito", já dizia o José Mário Branco no "FMI".
Muito antes de o senhor W ir para o Banco Mundial.

JP
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?