sábado, junho 18, 2005

 

Manifestações do “Espírito Santo” (0)

(...) “Eu amava-a, lamentava não ter tido tempo e inspiração para a ofender, para lhe fazer mal e forçá-la a recordar-se de mim. Achava-a tão bela que me apetecia voltar pelo mesmo caminho para lhe gritar encolhendo os ombros: como eu a acho feia, grotesca, como você me repugna”. (...)

Marcel Proust em Du côté de chez Swann

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?