quinta-feira, julho 14, 2005

 

Canícula

O meu amor debulha mangas sentado na sombra
Atira as cascas para um alguidar partido
O meu amor é de nudez
O meu amor tira o vestido
Para que o sumo

Comments:
"É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer."

o grande Eugénio de Andrade...é urgente...
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?