segunda-feira, agosto 08, 2005

 

"Melancholy and the Infinite Sadness"

Sinto-me melancólico. Se melancolia é o que se sente depois de se ter tocado a terra onde se nasceu e de se ter lavado a cara na água do poço velho da tia antiga. Reguei a laranjeira sedenta do quintal, uma árvore que me habituei a tratar por tu, mas a “quem” hoje dei de beber com a mesma timidez ridícula que experimentava quando reencontrava sazonalmente os meus primos distantes. Uma árvore sedenta e seca num quintal esquecido, quase devorado pela rendibilidade imobiliária.

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?