sexta-feira, outubro 21, 2005

 

Águas internacionais

Os barcos ao fundo. Não. Os barcos ao longe na costa. Não era tanto o fim do dia, mas o terno começo de noite, no tempo exacto da plena infância, depois de um dia de mergulhos nas ondas mansas da praia. Ali, já depois de um banho de chuveiro e de um creme après soleil, depois de vestir em cima da pele quente um fato de treino dos antigos, em algodão, e de ter calçado umas sapatilhas brancas de atacadores, talvez mesmo depois de jantar, podia ver dali os navios ao longe na costa, pequenos insignificantes vultos movendo-se lentos na linha de horizonte. A marinha mercante, os navios de longo curso, a tristeza de saber aquelas embarcações em alto mar, toda essa tristeza que não era bem tristeza, que era uma felicidade tremenda, descontrolada, de me sentir vivo mas pressentir que parte de mim ia naqueles navios que entardeciam, de saber pela primeira vez dizer, sentindo, longe. Aquilo de ver navios em parque de campismo português serviu-me como primeira noção de longitude, de saudade, de tristeza feliz. E de ansiedade. A noite a cair, a minha mão na rede que delimitava o parque, o corpo partido da praia, o meu peso no chão de cimento com areia que o vento trouxe das dunas, e aqueles navios passando, sendo pela noite engolidos (a mesma noite que me engolia a mim) percorrendo rotas com nomes de estrelas, exóticos, nomes ininteligíveis, distantes. Uma sabedoria inacessível que irmanava esses navios com as estrelas. Terei respirado fundo na direcção desses navios que seguiam líquidas rotas. Ter-me-ei envergonhado dos poucos metros de firme chão que percorri.

Comments:
q bonito. mas agora tens estradas tuas que esses navios não percorreram.
 
Mas a vida passar-me-á ao lado se eu não for descascar batatas e lavar retretes para um deles durante uns mesitos. Fumar cigarros à noite a estibordo...
 
tenho uns contactos na marinha mercante...
 
se tens uns contactos na marinha mercante temos de falar. tb podemos falar mesmo que não tenhas contactos na marinha mercante, mas se tens ainda é melhor!
 
tenho mesmo esses contactos! espero que possam mm ser úteis.
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?